Case de sucesso | Startup inovadora de healthtech escolhe Microservice para migração de e-mails e file server

Sobre a Bright

A Bright é uma startup de healthtech que nasceu em 2017 em São Paulo. Com tecnologia inovadora, a empresa combina big data, machine learning e inteligência artificial com a física e a medicina para criar o primeiro remédio digital do mundo, que auxilia no tratamento de dores e inflamações. Por meio de fotomedicina, as soluções desenvolvidas e patenteadas pela Bright utilizam fótons (ondas luminosas) para tratamento médico já aprovado pela ANVISA, principalmente em articulações.

O problema

Além dos desafios impostos pela situação pandêmica sobre a empresa que promove tratamentos de pacientes crônicos , a startup precisava corrigir potenciais vulnerabilidades de dados e ganhar mais conectividade e colaboração.

A Bright cresceu rapidamente. Seus colaboradores estão espalhados por todo o Brasil e trabalham na modalidade Bring Your Own Device (BYOD). As contas de e-mail corporativas e o file server utilizado pela empresa eram de outro fornecedor que não a Microsoft. Na época, todos os arquivos corporativos eram armazenados nas contas pessoais corporativas dos colaboradores ou na conta corporativa de um dos gestores da empresa.

Mas à medida que se profissionalizavam e cresciam, perceberam que a ferramenta que utilizavam para gestão de e-mail e arquivos, bem como a falta de profissionais para fazer a correta gestão, já não atendia suas necessidades de segurança e colaboração, tornando-se um risco para a empresa.

A solução

Hélio Salles, Diretor de Engenharia da Bright, conta que entenderam que aquele era um bom momento para procurar uma nova solução:

Havíamos recebido uma rodada de investimentos e entendemos a importância de garantir mais segurança e colaboração, então começamos a procura por um novo parceiro.

Começa então o primeiro desafio: A empresa se encarregou de preparar uma “matriz de para” que orientaria o fornecedor escolhido na migração dos e-mails e arquivos. Porém, ao se deparar com as ofertas de mercado, a maioria das empresas cotadas declarou que não teria mão de obra ou conhecimento suficientes para realizar o projeto como a Bright precisava.

Além disso, a startup aceitava considerar ferramenta em nuvem, contanto que houvesse garantia de segurança e disponibilidade, um aspecto que nem todos os fornecedores passaram a confiança que eles esperavam.

Outro desafio, como na grande maioria das empresas, era o valor a ser investido. Eles precisavam que a nova solução atendesse suas necessidades, mas tivesse flexibilidade de preços conforme o número de colaboradores, tanto para mais, quanto para menos.

Dessa forma, a Bright conheceu a Microservice. A confiança na marca nasceu quando Hélio teve contato com outros clientes Microservice e ouviu boas recomendações. Depois de apresentações, demonstrações e acordarem o projeto conforme a “matriz de para”, foi firmada a parceria.

Graças a competência do executivo de contas, Ivan Neuhaus, e ao time técnico, fomos navegando com maiores conhecimentos, a Microservice foi dando demonstrações de que era possível e aí fizemos a migração.

A solução escolhida pela Bright foi o Microsoft 365 nas modalidades Business Standard e Business Basic, conforme a necessidade de cada colaborador. A migração foi desafiadora devido à grande quantidade de arquivos, mas foi finalizada em apenas um final de semana, não comprometendo a produtividade dos usuários de TI.

Para uma startup, flexibilidade é essencial. Gosto do atendimento, entendimento do negócio, requisitos e necessidade. Em resumo: a Microservice consegue transformar informações operacionais da área de TI na solução que precisávamos.

Hélio Salles, Diretor de Engenharia

Os resultados

Depois de feita a migração para o Microsoft 365, foi realizado o processo de onboarding das ferramentas. Os colaboradores se adaptaram rapidamente e estão muito satisfeitos com a produtividade e conectividade fornecida pelas ferramentas Microsoft. Além disso, passaram a utilizar ferramentas úteis para o dia a dia, como o Microsoft Teams para comunicação interna e colaboração e o Microsoft Planner para gestão de atividades e tarefas.

Quanto à criação de um file server corporativo, a Bright agora conta com o Microsoft SharePoint, com gestão completa dos acessos e alta disponibilidade dos arquivos, promovendo segurança e colaboração entre os funcionários.

Nenhum arquivo foi esquecido. Logo após a migração, já estavam todos disponíveis para utilização e nossos colaboradores não sentiram o impacto em nenhum dia.

Para o futuro, Hélio conta com a Microservice para acompanhar o crescimento da Bright que está estimado em um crescimento de mais de 50% no número colaboradores para 2022. Dessa forma, tem expectativa de ativar novas contas Microsoft com agilidade e flexibilidade já comprovadas. A flexibilidade das licenças Microsoft CSP faz com que a empresa não precise fazer investimentos além do necessário e o aumento ou diminuição de licenças está sempre disponível.

Para finalizar, o executivo de contas Ivan Neuhaus declara:

Uma coisa é trabalhar com clientes que já nos conhecem. Outra é demonstrar valor para quem nunca ouviu falar da Microservice. Por isso, sou grato à Bright por ter confiado em nossa expertise e, juntos, conseguimos realizar uma migração de sucesso.

Nosso objetivo é proporcionar a solução mais eficaz para as demandas de nossos clientes, garantindo o uso das melhores tecnologias para a conquista de resultados expressivos e sustentáveis.

Newsletter

cadastre-se na nossa newsletter e receba conteúdos no seu e-mail