Imagem de banco de dados

Tuning no banco de dados: quando é importante fazer?

898 309 Microservice

Fazer um tuning no banco de dados significa otimizar o uso dos seus recursos para que a performance de trabalho seja a mais eficiente possível. A maioria dos sistemas já é desenvolvida para fazer essa administração da melhor forma, mas sempre há espaço para aumentar seu desempenho por meio de ações em seus ajustes e configurações.

Uma dúvida que surge é quando fica realmente necessário fazer esse tuning para agilizar os processos da empresa que dependem de sistemas de informática. No momento que você ouve alguém da equipe reclamar que o sistema está lento já é um forte indício que essa otimização deveria ter sido feita anteriormente.

A performance do banco de dados pode ser medida pelo tempo de resposta das consultas e, quanto mais rápidas forem as buscas, melhor é o resultado de seu desempenho.  Então, quando o banco de dados não está funcionando com seu melhor rendimento, a percepção mais clara para os usuários é a lentidão ou até a total indisponibilidade de informações.

Problemas que mostram que já é mais que hora de otimizar:

  • um relatório que ficava pronto em dois minutos e agora leva meia hora,
  • uma tela que não abre mais no sistema e prejudica seu trabalho,
  • uma nota fiscal que demora vários minutos para faturar.

Essas falhas, encaradas como tão comuns no dia a dia de muitas empresas, mostram que o banco de dados não está funcionando com seu melhor potencial. E quando isso acontece, é normal simplesmente adicionar capacidade no servidor de banco de dados, como aumentar a quantidade de memória, colocar processadores mais rápidos ou mais processadores, mais núcleos, etc.; ou ainda disponibilizar um sistema de discos mais rápido, como SSD. Esse tipo de ação, sem uma análise, significa agir sobre os sintomas e não sobre as causas dos problemas.

Fazer tuning é buscar os motivos dos problemas de performance do banco de dados e trabalhar sobre estas causas. Assim, os resultados sobre os sintomas serão mais eficientes e duradouros, muitas vezes até mais baratos.

Prevenir é sempre melhor

Preocupar-se com tuning de banco de dados, sem que haja um problema latente, é algo desejável, porém poucas empresas possuem este tipo de visão. A maioria enxerga somente o custo dos serviços para este procedimento e não visualiza os benefícios que são trazidos.

Por conta disso, o mais comum é sempre resolver um problema na performance do banco de dados que já está ocorrendo e prejudicando as atividades da empresa. No entanto, o ideal seria fazer o tuning de forma preventiva, com o objetivo de que os colaboradores que utilizam sistemas de informática conseguissem obter sempre o melhor desempenho em suas diferentes utilizações na rotina de trabalho.

Além de fazer esse processo de forma antecipada, com um diagnóstico adequado dos problemas, é importante também manter medições e controle do desempenho, para verificar se os ajustes feitos tiverem os impactos positivos esperados.

Viu como um tuning de banco de dados no momento adequado pode evitar problemas nos sistemas de informática e até reduzir custos? E você, costuma fazer o tuning com regularidade na sua empresa? Quer saber mais? Fale com nossos especialistas.

SP (11) 4063-8108 | RJ (21) 4063-3343 | MG (31) 4063-7161 | PR (41) 4063-7161 | SC (47) 3322-2343 | RS (51) 4063-7161 | PE (81) 4062-9072