reduzir custos com backup

Como reduzir custos com backup: 6 estratégias eficazes

Tempo de leitura: 10 minutos

Sem tempo para ler? Ouça este post ou baixe para ouvir mais tarde

Não há como negar que o backup de dados é um pilar imprescindível das organizações que se preocupam com a segurança da informação. Ao permitir a recuperação de informações-chave em situações adversas, o processo preserva a estabilidade e até mesmo a sobrevivência do negócio diante de desastres. Mas afinal, como reduzir custos com backup

De fato, entre licenças de software, compra de hardwares de armazenamento e tempo de trabalho da equipe – tendo em vista que o procedimento exige gestão e monitoramento contínuos -, a implementação e a execução de uma rotina de cópias de segurança podem pesar no orçamento. 

A boa notícia, nesse sentido, é que o advento da nuvem veio para acelerar a transformação digital e otimizar a capacidade de armazenar dados, além de maximizar o custo-benefício. 

A seguir, confira estratégias valiosas para reduzir custos com backup no seu negócio! 

6 dicas eficazes para reduzir custos com backup 

reduzir custos com backup
Créditos: ijeab

1. Conte com uma solução de backup em nuvem 

Quando consideramos que a transformação digital é uma imposição para a sobrevivência e o crescimento das organizações no mercado atual, a migração para a nuvem (ou seja, para um modelo de negócio em cloud computing) é uma etapa-chave nessa jornada. 

Não por acaso, o armazenamento em cloud é a escolha de grande parte das empresas em todo o mundo. Além de mobilidade, acessibilidade e flexibilidade, a opção traz uma vantagem crucial para o tema deste artigo: reduzir custos com backup. 

Para começar, o ambiente cloud já dispensa os gastos com infraestrutura física, ou seja, de hardwares para armazenamento. Vale destacar que os gastos com a aquisição e a manutenção desses equipamentos são altos – e tendem a aumentar conforme a necessidade de espaço para maiores volumes de dados. 

Nesse sentido, o backup em nuvem permite armazenar as cópias em servidores virtuais, que não exigem instalações físicas e ainda promovem a economia de energia. 

Outra vantagem crítica da cloud em relação aos gastos está relacionada à sua flexibilidade ou escalabilidade. Isso porque, à medida em que a demanda por espaço de armazenamento avança, a nuvem “acomoda” automaticamente os novos volumes de dados, adaptando-se a picos e eventuais baixas. 

Não há, portanto, a necessidade de comprar mais equipamentos para absorver as novas cópias de segurança: a estrutura se alinha a diferentes realidades. 

Nessa perspectiva, há outro ponto importante sobre o custo-benefício: o backup em nuvem funciona em um modelo de pagamento sob demanda. Com a solução, o negócio paga somente pelo espaço e pelos recursos utilizados, otimizando os custos com armazenamento. 

Saiba mais? Backup em nuvem: o que é, quais são as vantagens e como fazer? 

2. Projeção de demanda: elabore um plano de capacidade 

Quando o assunto é como reduzir custos com backup, um erro comum dos gestores é não ter a noção exata da capacidade necessária para armazenamento. Com isso, é usual pagar por espaço de mais ou de menos, o que acarreta desperdício de recursos e até mesmo problemas de agilidade no acesso. 

Com isso em mente, a dica é elaborar um plano de capacidade, realizando uma projeção da demanda de espaço e recursos a serem utilizados para o backup. 

Nesse planejamento, devem constar, entre outros tópicos: 

  • a carga de trabalho/dados que será acessada pela equipe nas operações diárias (principalmente no modelo remoto), incluindo os documentos de trabalho utilizados por clientes, parceiros e fornecedores;
  • o planejamento dos investimentos na nuvem, estimando o crescimento da organização, do volume de dados e da consequente demanda de armazenamento. Se houver estruturação, a empresa não precisará adotar medidas emergenciais. 

Com a clareza acerca dessas definições, é possível otimizar o armazenamento, cortar desperdícios e reduzir custos com backup. Determinados dados de menor criticidade e importância para a empresa, por exemplo, podem ser mantidos em armazenamento local. 

O plano, vale lembrar, permite alocar corretamente os recursos de infraestrutura, melhorando a acessibilidade e a gestão. Por sua vez, essa visão consciente da demanda também possibilita identificar e eliminar cópias de dados redundantes, além de recuperar espaço ocioso. Ambas as ações promovem ainda mais economia. 

3. Ajuste a demanda conforme a necessidade e otimize a performance da nuvem

Retomando uma das vantagens que já discutimos sobre as soluções em nuvem, uma das formas mais significativas de reduzir custos com backup é acompanhar as demandas flutuantes do negócio em determinados períodos, usufruindo da flexibilidade da cloud

Dessa forma, em períodos em que houver menor demanda no negócio, segundo a sazonalidade e a procura do público, vale a pena reduzir o espaço e os recursos contratados com o provedor de serviços de backup. 

Nos meses em que a movimentação for maior ou retomar seu ritmo, o contrato poderá ser reajustado! 

Em se tratando do serviço contratado, é importante frisar outro ponto: para otimizar o desempenho da nuvem, certifique-se de analisar as funcionalidades e recursos disponíveis, contratando somente aqueles que serão de fato úteis para as demandas de armazenamento da organização.

4. Invista em automação estratégica do backup 

Por si só, a possibilidade de automatizar os backups em nuvem já representa grande ganho de tempo do time, além de minimizar falhas humanas. Isso porque o recurso permite programar as rotinas na frequência e no modo adequados, garantindo sua execução. 

Nesse cenário, é interessante estabelecer um cronograma a ser realizado fora do expediente (evitando interferências no trabalho), além de desativar automaticamente o sistema quando possível, como aos fins de semana, por exemplo. Dessa forma, a empresa corta gastos com o tempo ocioso, quando não há uso efetivo da ferramenta. 

5. Gerencie e mantenha os riscos sob controle 

Não por acaso, o monitoramento contínuo do backup é necessário. Ao garantir a eficácia da realização das cópias de segurança e o correto armazenamento, a ação também permite reduzir os custos. 

Isso porque manter o controle e a visibilidade dos dados permite identificar e gerenciar possíveis riscos que possam comprometer o processo – e evitar grandes gastos com a remediação de problemas

De fato, com uma visão centralizada e global das informações corporativas, a empresa é capaz de sintonizar suas políticas de proteção, prever a demanda de capacidade e até excluir as cópias e dados supérfluos, que só estão consumindo espaço e recursos desnecessários. 

6. Conte com um parceiro especializado para a sua gestão de backup 

Sim, reduzir custos com backup exige, antes de tudo, monitoramento e gerenciamento. Além disso, lançar mão de planejamento e estratégia (a exemplo do plano da capacidade necessária, como mencionamos) é vital para uma otimização efetiva dos recursos. 

Diante de todos esses desafios e demandas – e considerando que o backup é uma tarefa indispensável -, contar com parceiros especializados, terceirizando a implementação e a gestão do backup em nuvem, é o caminho de maior custo-benefício para muitos negócios de todos os portes

Além de assegurar a eficiência e a segurança do procedimento, a modalidade poupa custos e recursos internos com o backup, liberando a equipe para focar em atividades estratégicas para o desenvolvimento da empresa. 

E aí, gostou das nossas dicas? Seu negócio já aplica alguma das táticas acima para reduzir custos com backup de forma estratégica? Continue a acompanhar o blog para mais atualizações e conte conosco para otimizar seus recursos com backup e armazenamento!

Case de sucesso de backup em nuvem

Nosso objetivo é proporcionar a solução mais eficaz para as demandas de nossos clientes, garantindo o uso das melhores tecnologias para a conquista de resultados expressivos e sustentáveis.

Newsletter

cadastre-se na nossa newsletter e receba conteúdos no seu e-mail